Arranjos Florais: Dá para fazer sozinho?

  • Home
  • Blog
  • Arranjos Florais: Dá para fazer sozinho?

Acabe com a insegurança sobre como começar a montar os seus próprios arranjos!

O período mais restrito de isolamento social fez emergir, em muitas pessoas, a vontade de trazer a natureza para dentro de casa. Passamos a nos permitir a aprender a decorar nossos lares com o objetivo de trazer conforto e leveza, então nada mais natural do que pensar em plantas e flores para conseguir alcançar esse resultado!

Montar arranjos florais parece intimidante no começo, já que associamos essa atividade com grandes eventos, talento e criatividade em atividades manuais, sem falar no receio de acontecer algum desastre estético ou de o arranjo simplesmente não durar por falta de conhecimentos básicos e/ou falta de tempo para sua manutenção.

Por isso, devemos começar pelo básico do básico: o que conhece sobre flores e plantas? Considere fazer visitas em floriculturas e lojas de jardinagem para ver, conhecer e sentir suas formas, texturas, aromas e cores. Afinal, essa atividade também depende bastante do sensorial.

Não dispense também idas às lojas de flores artificiais para aumentar seu leque de opções. Em ambos os tipos de lojas, você estará cercado por profissionais que saberão te explicar quais combinações ficam mais harmoniosas, sem falar que com certeza você ficará mais inspirado e motivado após receber orientações e dicas.

Dito isto, vamos deixar aqui os passos básicos para você perder o receio de tentar se aventurar nesse hobby maravilhoso e terapêutico!

Comece pequeno!

Arranjos menores e com menos variedades de flores mescladas dão uma boa noção inicial de como construir seu próprio arranjo e como planejá-lo de forma mais eficiente, sem falar que são bem menos complicados de montar. Outra vantagem é que por ter muita mobilidade, você poderá deixar em vários locais depois de prontos, e mesmo dar aquele toque minimalista que faltava na decoração de algum ambiente!

Leve em consideração: Arranjos de Flores Naturais ou Arranjos de Flores Artificiais?

Se o que compensar para você for a durabilidade e praticidade, opte por fazer uso das flores permanentes, mas se lembre de escolher modelos de qualidade para que reproduzam a mesma beleza dos arranjos naturais! Irão ficar sempre com aparência de flores recém colhidas e cortadas se também aliar uma rotina de limpeza básica do arranjo floral artificial. Se atente para caules com boa maleabilidade, possibilidade de corte e sempre verifique com o vendedor ou fabricante se o modelo escolhido pode ficar em contato com água e/ou sol.

No caso dos arranjos naturais, é necessário fazer a limpeza dos caules, remoção de folhas e espinhos, bem como a remoção de pétalas machucadas ou murchas antes da montagem do arranjo em si. Também é preciso deixar um balde com água para depositar as flores já higienizadas, assim elas não ficarão murchas enquanto está montando seu arranjo de flores naturais.

Aqui também é preciso ter um pós cuidado, pois por serem orgânicas e vivas, com o tempo podem apodrecer, deixando odores e aparência desagradáveis: nisso a importância de se realizar a troca de água a cada 2 dias e aparo das partes já com os primeiros sinais de deterioração.

Uma alternativa das naturais que tem conquistado muitos adeptos é o uso de flores e plantas secas, para a criação de arranjo desidratado: não há necessidade de aguar o arranjo, facilitando bastante para quem é iniciante.

Separe materiais e um local de trabalho!
Não esqueça que vai precisar cortar caules, sejam naturais ou artificiais. Segue aqui uma lista de itens básicos: vasos e/ou recipientes para  essa função, arames, fita adesiva de uso floral, espuma floral se necessária (ou outra base para fixação do arranjo, como argila), tesoura de poda, alicate, pulverizador e baldes (os dois últimos se aplicam mais para arranjos naturais).

Como montar o arranjo?

Para um modelo de arranjo completo padrão, siga estas dicas:

  • Trabalhe com diferentes cores, texturas e alturas de folhagens que servirão de moldura e preenchimento no arranjo;
  • Adicione a flor que será o ponto focal central de seu arranjo, de modo que fique em destaque, logo mais à frente do arranjo. Dê preferência às flores maiores, para serem o ponto de foco central;
  • Adicione outras flores focais menores, pelo perímetro do arranjo, na linha de altura um pouco abaixo da usada para a focal central;
  • Para um resultado mais harmônico, escolha cores de palhetas similares. Só quando se sentir mais confiante para arriscar arranjos mais ousados, mescle cores variadas mas complementares;
  • Se ainda ficarem buracos no arranjo, adicione pequenos botões de flores e caules delicados, como por exemplo o de mosquitinhos.

Achou complicado?
Descomplicamos então! É válido e inclusive chic montar arranjo com um único caule de flor ou pluma de pampas em um vasinho bem elegante! Fica um resultado bem minimalista!

Conseguimos te convencer e mostrar como fazer arranjos de flores artificiais e naturais é mais simples do que imagina?
Você inclusive pode pegar mais ideias nos seguindo em nossas Redes Sociais! Aproveite!

17/05/2022

Newsletter

Receba promoções e dicas de decoração!